Segunda-feira, 10 de Abril de 2006

você é especial...

cartas.jpg


Vejo nos teus olhos,
a cada amanhecer
o brilho da esperança,
do desejo e da paixão.
A cada momento sinto sua
presença mais forte, marcante.
Persegue-me o desejo de estar
ao seu lado a todo instante.
Relembro os sonhos, os projectos.
Tudo que idealizamos, enfim, o amor.
Também as pessoas que fazem
parte do nosso pequeno mundo.
Pequeno, mas aconchegante.
Dentro dele uma pequena estrela,
com certeza, a mais importante; você.
Você, com seu jeito simples e alegre
me faz pensar e expressar o mais
puro sentimento de carinho,
ternura e amor.
Desejo-te plenamente feliz,
transbordando alegria,
não somente por ser esta
data especial, mas porque
você é muito "especial".

publicado por pura às 12:11
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 8 de Abril de 2006

Tristeza

181.jpg


Tristeza


A tristeza é um sentimento que nos procura e ocupa muitas vezes.


Podemos ficar tristes por palavras ou actos de alguém,


pela miséria doutra pessoa, por um desastre ou cataclismo,


por uma imensidade de coisas.
Mas algumas vezes ficamos tristes sem saber porquê,


sentimo-nos tristes e não conseguimos identificar a origem dessa tristeza. Talvez seja uma data de pequenas coisas somadas,


ou algo que nos tocou e não nos recordamos.
Hoje estou assim, estou triste, e não sei porquê.


 

publicado por pura às 16:16
link do post | comentar | favorito
|

Minhas lágrimas têm nome

lag rima.jpg





Minhas lágrimas tem nome
Meu pensamento vai longe, muito longe...
Onde estou não sei mais dizer.
Ondas de emoções me invadem.
Possuída de uma saudade sem fim
Sinto meu espírito ser arrebatado.


Sufoco minha voz, quando o que quero...
É gritar seu nome.
Continuo a navegar neste mar de emoções,
Sinto seu cheiro na brisa que toca minha face.
Choro...choro por mim e por você.


Por tudo o que queria te dizer.
Choro de alma é assim, pesada...
Não cessa, não seca...Não para.
Quando a alma chora,
Parte de nós vai embora.


Somos noite sem o brilho do amanhecer.
Lágrimas de saudade são feito lâminas,
Registram com feridas,
Lágrimas de saudades são feitas de dor...
Menti quem diz que chora e senti prazer.


Cada gota traz um momento vivido
ou desejo reprimido.
Uma frase não dita, uma vontade de repetir.
Cada gota de lágrima tem vontade própria...
Vontade de tocar, de sentir.


Vontade de ficar e nunca deixar partir...
Lágrima de saudade é oceano que rouba almas.
Choro de saudade é avalanche e não é calma...
Saudade é assim, feito tempestade que
Quando cessa deixa para trás,
marcas ainda maiores no coração.


Minhas Lágrimas quase sempre tem nome,
Av Tiradentes, Gaivotas, Oceano.
Lágrimas de saudade é dizer te adoro
Querendo dizer Te amo.

publicado por pura às 02:22
link do post | comentar | favorito
|

No silêncio da noite

abre.jpg



Foi numa noite de luar,


Que me senti levar,


Foi então que tive em mente,


Ser estrela cadente,


Vaguear como duas almas apaixonadas,


Juntas pelo universo,


Libertar-me, destas amarras da vida,


Sendo livre de voar pelo mundo,


Sem parte definida,


Sem local de chegada,


Sem destino escolhido,


Essa liberdade de viver,


Apenas se compadece, com a vontade de oferecer.


Por vezes, procuro-me no luar,


Fascina-me o seu olhar,


Pergunto-me, se estou a sonhar,


Não sei!


Sei apenas, que tenho sempre o luar,


Para me acompanhar!


 

publicado por pura às 00:31
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 4 de Abril de 2006

Solidão

ab.jpg


A solidão é escura,
Negra e sombria,
Uma verdade bem dura,
Uma verdade bem fria.


A solidão também mata,
Fere, pisa e destrói,
Uma ferida que maltrata,
Uma ferida que dói.


É um pensamento que assusta,
É um medo que vive,
Uma doença que barafusta,
Uma doença que tive...


Tive, tenho e terei...
Pois nunca cura haverá,
Dela me escondo e esconderei,
Mas sempre (ela) me encontrará.


Quero continuar a viver,
A minha vida não é tão má,
Mas ela faz-me morrer,
É uma pedra que em mim há.


A solidão é essa pedra,
E bem dura, por sinal,
Eu bem a tento destruir,
Mas fica sempre igual.


É semelhante a um fracasso,
Essa solidão relutante,
Tudo o que fiz e agora faço,
É no fim, fracassante...


Tanta tristeza me afunda,
No meu pranto de lágrimas mortas,
Deixa em mim essa mágoa profunda,
De ter fechado todas as portas...


 

publicado por pura às 03:45
link do post | comentar | favorito
|

Pensar em ti

eye_world.jpg


Pensar em ti

Belo
é esse teu olhar

em que não paro
de pensar
Tua boca difícil
de Beijar
Aumenta em mim
o desejo de te tocar
Anseio sempre ao pé
de ti estar
Mas o que eu quero
e te abraçar
Olho para ti e começo
a imaginar
Todo o teu corpo sentir
e acariciar
Espero nunca te deixar
de Amar..."

publicado por pura às 00:39
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 3 de Abril de 2006

Porquê

cerrado.jpg


 


Porquê...?

Porquê a vida é assim?

Porquê com sofrimento?

Presumo que não acha resposta 

Alguma para tais interrogações...

Esse sofrimento continuo

Nunca mais me deixa só,

Começo a pensar que já faz parte de mim

Persegue-me para todos os lados...

Amo-te... Que mais dizer?

É esse sentimento que abarca 

Todo o meu ser.

Porquê não te posso ter a meu lado?

Abraçar-te, beijar-te. acariciar-te?

Porquê?

O que Te fiz eu para adquirir todo 

Esse sofrimento?

Deve ter sido algo de horrível...

Então? Não respondes??

Oh Tu, Deus Todo-poderoso...

Já viz-te bem o que crias-te?

Crias-Te o Amor...

Amor é apenas uma maneira simpática

De dizer sofrimento...

Sentimento esse que arrasta 

Os jovens eternamente apaixonados 

Para a morte...

A mim quase levas-te

Mas felizmente consegui resistir

Com todas as minhas forças...

Será felizmente??

Haver vamos...

Mas há uma estranha beleza

na suprema tristeza

que encanta aqueles que a vislumbram,

Pois enquanto lutava por cá ficar

Conheci pessoas excepcionais,

Extremamente simpáticas, que me ajudaram

A convencer por cá ficar...

Perderam horas e horas 

Falando comigo, dando conselhos...

Mas porquê o fizeram?

Porquê se deram ao trabalho

De salvar a vida de um desconhecido?  

Que diferença lhes fazia?

Sentir-se-ão melhor ao fim do dia

a pensar "tentei ajudá-lo"?

Penso que não, não gosto de pensar

Desse modo... Ajudaram-me porque...

Porque...

Queriam fazer de mim uma prova viva

De que o amor não mata...

E muitas outras razões com certeza...
publicado por pura às 00:31
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. UM DEFEITO NA MULHER

. Solidão

. se...

. NAO DEIXE

. No Rancho Fundo - ZEZÉ DI...

. para voce k me veio visit...

. ZEZÉ DI CAMARGO E LUCIANO...

. ZEZE DI CAMARGO E LUCIANO...

. Bruno e Marrone

. Bruno e Marrone - Te amar...

.arquivos

. Outubro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Janeiro 2007

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Novembro 2005

. Janeiro 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds